Drone brasileiro: Arator 5C, o Trator dos Céus

Um drone brasileiro: Arator 5C, o Trator dos Céus

Drone brasileiro da XMobots foi o primeiro autorizado para voos acima de 400 pés 

Mais um passo rumo à tecnologia no campo foi dado, e desta vez com um drone brasileiro. A maior fabricante brasileira dos modelos, a XMobots, lançou a terceira geração do Arator, o chamado Trator dos Céus”. 

Lançado no dia 23 de março de 2021, o Arator 5C conta com inovações que oferecem melhor experiência ao condutor e maior desempenho para sobrevoar as propriedades. Com esses avanços, o drone será um aliado dos produtores brasileiros. 

Mais eficiência, versatilidade e precisão para colher informações, reduzir custos e aumentar a produtividade no campo.

Eficiência e evolução: o segredo do drone brasileiro

A primeira versão do Arator foi lançada em 2016 e foi um sucesso de vendas. Na esteira de crescimento, a XMobots lançou o modelo B do seu projeto em 2018que entrou para a história.

Drone brasileiro: Arator 5C, o Trator dos Céus
Trator dos Céus: inovação e evolução

O drone brasileiro foi o primeiro a conquistar a certificação VLOS (Visual Line of Sight)da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), para voos com alcance de comunicação de 2km e acima dos 400 pés altitude (120 metros). Um ano depois, em 2019, ele obteve da ANAC a autorização para voos BVLOS (Beyond Visual Line of Sight), com alcance de comunicação de 5km e abaixo dos 400 pés

Novo modelo, mais evoluções!

Arator 5C segue a tradição em inovação da XMobots, que projetou esta versão com evoluções no voo, pouso e decolagem. Separamos alguns itens que tornaram o drone mais forte, versátil e inteligente: 

  • Novo casco de fibra de aramida, carbono e vidro. Flexibilidade e longa vida útil; 
  • Baterias Lítio-Íon garantem mais potência nas decolagens e ciclos 5x maior que o modelo anterior. São 66 minutos de autonomia em voos; 
  • Sistema de comunicação com antenas e rede wi-fi, o que garante maior robustez contra interferência externa; 
  • Guiamento baseado em campo vetorial, com voos mais precisos sobre as linhas de grid, mesmo em condição adversa; 
  • Controle longitudinal inédito, com maior estabilidade durante voos em turbulências e rajadas de vento; 
  • Pouso inteligente com análise da velocidade e direção do vento. Com isso, o paraquedas pode alcançar o ponto definido, apesar do arraste do vento. 

Além dessas características, o Arator 5C conta com CAER (Certificado de Aeronavegabilidade Especial de RPA) BVLOS integrado de fábrica, o que permite ao “Trator dos Céus” voos de 400 pés (120 metros de altitude), ou com um raio operacional de até 5km do piloto. Confira todos os detalhes clicando aqui. 

A opção certa para a sua produção

Durante a Live de Lançamento do produto, o CEO da XMobots, Giovani Amianticomentou sobre as constantes evoluções do Arator e como elas o tornam melhor opção para quem precisa de eficiência no campo.

Ao longo dos últimos anos, acumulamos conhecimento e fomos melhorando o Arator com base na experiência de uso de nossos clientes, o que chamamos de aeronavegabilidade continuada. Nesse período, nosso suporte técnico mapeou mais de 250 itens entre pequenas e grandes melhorias. Ao fim dessas implementações, percebemos que tínhamos um Arator totalmente diferente e inovador do ponto de vista da robótica móvel. Um equipamento pronto para explorar novos setores, com tecnologias desenvolvidas pensando na realidade operacional brasileira.”

Drones e a produtividade no agronegócio! 

Diariamente mais drones são registrados e autorizados no Brasil. De acordo com dados de 2020 da ANAC, mais de 70 mil VANTs foram utilizados no país.  

Esse movimento contribui para o desenvolvimento do agronegócio, uma vez que os drones podem mapear, pulverizar e até mesmo ajudar no controle biológico de pragas e insetos. E mais importante: com mais precisão do que aeronaves tradicionais, uma vez que podem sobrevoar as plantações com maior proximidade. 

O custo por utilização de um determinado produto é reduzido. Com a eficiência dos extratores, o volume de cada partícula é otimizado, ou seja, menos produto é desperdiçado numa pulverização, por exemplo.  Cada gota atinge um determinado alvo com precisão e insumos suficientes para agir. 

No caso do mapeamento, o tempo é quem manda. Com dados mais rápidos e precisos, os drones conseguem até mesmo recomendar ações. A combinação de Inteligência ArtificialBig Data e visão computacional dos softwaresfaz uma análise das informações e sugere ações de melhoria de adubação até manejo hídrico nas propriedades. 

Na Cantu tem! 

Uma produção eficiente aumenta a oferta e, como consequência, a necessidade de materiais essenciais para que o alimento chegue às mesas brasileiras e mundiais. Por isso, a Cantu está preparada para ajudar os produtores no campo, com um estoque completo e variado de pneus para máquinas, implementos… caminhões.  

Confira as outras matérias do blog e conheça as dicas que podem alavancar os seus negócios. Converse com um de nossos representantes, sempre tem uma dica ou serviço que pode te ajudar. 

A esta altura você já sabe: seja na terra ou no asfalto, na Cantu tem! 

Variedade de pneus da Cantu Pneus
Cantu Pneus: a mobilidade para o seu negócio

One thought on “Um drone brasileiro: Arator 5C, o Trator dos Céus

Deixe uma resposta