Pneus Remold

Pneus remold: vale a pena comprar?

Pneus remold são bons? falta de segurança e a baixa durabilidade indicam o contrário.

Mais baratos, os pneus remold são uma alternativa para quem está com o bolso mais apertado. No entanto, esse custo reduzido realmente impacta na economia de quem roda todos os dias pelas cidades brasileiras?

O que são pneus remold? 

Pneus remold, ou remodelados, são feitos a partir de carcaças usadas.  

Com intuito de baratear o acesso aos pneus, empresas reaproveitam a estrutura de pneus usados, e que estejam em boas condições, para incluir um novo material na banda de rodagem e nos ombros. 

Com isso, modelos remodelados podem custar até 50% menos do que os pneus novos, oriundos de fábricas renomadas e consolidadas no Brasil e no mundo. Vale ressaltar que essas estruturas passaram por diversos desafios ao longo dos anos em que foram utilizadas, como altas temperaturas e as deformidades das ruas brasileiras.

Pneus remold

Pneus remold valem a pena?

Apesar do preço convidativo, os pneus remold têm durabilidade menor do que modelos zero km, além de oferecer baixa segurança para condutores.  

O que acontece: as estruturas dos pneus passam por desafios ao longo dos anos, como explicamos acima, mas além disso, elas têm características únicas. E no meio de uma produção como essa, não há o que diferencie uma estrutura da outra. 

Por exemplo: um pneu feito para picapes pode ter a mesma medida que a de um carro esportivo, no entanto, sua concepção é voltada para suportar cargas e oferece menor resistência à velocidade, o que é completamente diferente de um modelo de alta performance.  Ou seja: a segurança fica comprometida ao misturar esses dois conjuntos 

É o que explica o Consultor Técnico da Cantu Pneus, Diego Paludo:  

“O pneu novo sai do processo fabril após passar por várias etapas de avaliação de qualidade. Além disso, sua carcaça está completamente íntegra, sem ter passado por inúmeras flexões e agressões provocadas pelo uso, como em um pneu remodelado. O pneu remold, na sua grande maioria, a carcaça já venceu seu prazo de garantia de cinco anos, além de poder esconder danos estruturais gerados durante o uso quando novo”

Pneu Remold
Pneu remold: solução ou dor de cabeça?

É um ativo para uma revenda ou oficina?

Vender um pneu remold pode trazer um desafio ímpar para revendas dado os problemas que esse tipo de material oferece, é o que diz Diego Paludo: 

“Trata-se de uma venda que você precisa contar com a sorte, já que você não sabe quais carcaças estão por baixo da remoldagem, além de estar exposto a danos causados por alguma falha do produto” 

O consultor técnico afirma que comercializar pneus remodelados pode trazer dor de cabeça para o lojista: 

“Dado o alto risco de garantia por defeito de fabricação, a revenda fica exposta a reclamações e descontentamento por parte do cliente final. Além de alto risco de retrabalho, como balanceamento, geometria que não dá certo, troca de pneus por defeitos. O pneu remoldado passa por um processo de aquecimento da estrutura para colar a nova capa de borracha, porém as carcaças de pneus de passeio são de fios têxteis, dispostos radialmente, e não são propícias para enfrentar este processo de reforma”.

Na Cantu tem

Por esses motivos, conte com a Cantu para oferecer as melhores soluções em sua oficina ou revenda. A segurança e o bolso do seu cliente agradecem.

A Cantu trabalha com o maior mix de pneus nacionais e importados, que garantem a segurança e o desempenho para quem tem mobilidade como lema de vida ou de trabalho.  

Já conferiu as nossas dicas sobre gestão?

Clique aqui e descubra como as metodologias ágeis podem ajudar o seu negócio a prosperar ainda mais. Não deixe de conversar com um representante da Cantu e descobrir as melhores soluções para o seu negócio.  

 Acompanhe os nossos conteúdos e se precisar de algo, você já sabe: na Cantu tem! 

Variedade de pneus da Cantu Pneus
Cantu Pneus: a mobilidade para o seu negócio

3 thoughts on “Pneus remold: vale a pena comprar?

  1. Basta dizer que, por lei, os pneus remolds devem “descer” um degrau do índice de velocidade. Exemplo: de um “H” para 210 km/h, como remold, passará para “T” = 190 km/h. Precisamos dizer mais?

    1. Entendemos, Erik! Agradecemos por ter vindo conversar com gente.

      De todo modo, o pneu remoldado sofre desgaste prematuro e a sua segurança fica mais exposta, afinal são anos de deformações sofridas pela carcaça contra buracos e imperfeições. Isso torna o material menos resistente e, consequentemente, mais exposto aos impactos que sofre durante um deslocamento, independente do limite de velocidade que ele seja classificado.

      Siga acompanhando os nossos conteúdos, sempre temos uma novidade por aqui! 🙂

Deixe uma resposta