Consumo econômico de combustível

Considerado o maior gasto de uma frota, o consumo de combustível pode ser mais econômico seguindo algumas estratégias inteligentes.

O consumo do combustível é o maior gasto de um veículo e, por isso, está entre as principais preocupações para quem trabalha à frente da gestão de frotas. Segundo o relatório Motorista Deztaque, desenvolvido pela Petrobras, o consumo do combustível de veículos de um modo geral é de 44% do custo (acesse aqui )

No caso de veículos de carga esse gasto é ainda maior. “Normalmente por volta de 50/60% do custo por quilômetro rodado”, observa Eustáquio Sirolli, diretor de Desenvolvimento de Produtos da Foton do Brasil, montadora de caminhões fundada em Pequim.

De fato, tendo uma gestão inteligente do combustível é possível aumentar a eficiência da frota, gerar economia e aumentar a competitividade da transportadora no mercado. Com base na nossa conversa com Eustáquio Sirolli, montamos uma lista sobre os pontos essenciais para garantir uma economia de combustível eficiente.

  • Excesso de carga

De acordo com o Departamento de Eficiência Energética dos EUA, cada 40 quilos extras impactam em 2% de aumento no consumo de combustível. Por isso, a regra básica é seguir à risca o peso certo que o caminhão permite. Pois exceder o limite de peso, além de correr o risco de ser multado, exige mais do caminhão, o que acaba sobrecarregando os componentes do veículo como o sistema de suspensão e os pneus, sem contar que pode causar quebras e até expor o motorista em situações maiores de perigo.

  • Cuidados com os pneus

Usar pneus murchos é como dirigir freando levemente, pois não calibra-los faz com que eles fiquem mais aderentes ao chão. Assim, o veículo precisa trabalhar com mais força, o que gera um desgaste maior (e desnecessário) do combustível. Segundo especialistas, o consumo pode aumentar entre 20 e 25%. O indicado é realizar a calibragem a cada 15 dias no caso de caminhões.

  • Treinamento do Motorista

Segundo o relatório Motorista Deztaque, realizado pela Petrobras sobre gestão de combustível, o simples ato dos motoristas receberem treinamento já é possível reduzir o consumo de combustível em até 10% (veja o relatório aqui)

Treinar os motoristas é considerado um ponto essencial na gestão de combustível de uma frota de caminhões. Os condutores que praticam a condução econômica têm a possibilidade de reduzir não só o consumo do combustível, mas outros custos operacionais do veículo como manutenção, pneus e depreciação.

Adotando essa prática de condução econômica, o motorista acaba por atender outros requisitos fundamentais dentro da sua atividade, como: direção defensiva, respeito às leis de trânsito, zelo pelo veículo, entre outras coisas.

“Toda ação preventiva e preditiva é fator de colaboração para redução ou manutenção do consumo dentro da expectativa do gestor da frota. Foco no profissional, motorista, é fundamental.”, destaca Eustáquio Sirolli, diretor de Desenvolvimento de Produtos da Foton do Brasil.

  • Velocidade ponderada

O combustível é bem utilizado quando todos os veículos andam na velocidade permitida da via. Acima de 70 km/h, o motor, para ter uma boa resposta, exige maior demanda do combustível.

Resumindo, manter a velocidade permitida e evitar freadas bruscas, além de serem medidas de segurança, contribuem para uma queima de combustível mais inteligente, sem perdas exageradas. Observe o conta-giros do painel para trafegar na faixa de economia indicada.

  •  Planejamento é essencial

Desde o gerenciamento do combustível até a rota é fundamental para uma economia eficiente. Pesquisar o valor do diesel de mercado e buscar abastecer combustível de qualidade e em postos seguros é um cuidado primordial com o motor de veículo. Caso contrário, aquela velha-máxima do “barato sai caro” pode se aplicar aqui.

“O ideal seria ter um valor de referência do consumo em cada rota para servir de balizamento e referência para o gestor da frota checar a dispersão”, completa Eustáquio Sirolli.
Além de manter esse controle do combustível na ponta do lápis, vale também se programar com a rota. Escolher trajetos mais curtos pode trazer uma economia de litros de combustível.

Aproveitar ao máximo a viagem com o maior número de entregas, buscar alternativas em vias mais tranquilas em horários de pico e utilizar aplicativos de rotas como Waze e Google Maps são imprescindíveis para o trabalho de planejamento.

Esperamos que o nosso conteúdo te ajude no seu negócio. Aproveita para compartilhar ele nas redes sociais!

Deixe uma resposta